OAB-PA repudia conduta da SEAP durante inspeção carcerária no CRF, em Ananindeua

b4895ca6 77a0 4df7 b33b 470ffece74daA Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará, por meio do seu Presidente, e das Comissões de Prerrogativas, Direitos Humanos e Segurança Pública, vem a público manifestar seu veemente repúdio à reprovável conduta da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária - SEAP, que, na data de ontem (05/11/2021) interrompeu, de forma abrupta e arbitrária, a participação do representante da OAB-PA, Brenno Morais Miranda, na inspeção carcerária que ocorria no Centro de Reeducação Feminino – CRF, no município de Ananindeua.

Cabe ressaltar, a OAB-PA vinha participando normalmente das inspeções carcerárias ocorridas por meio virtual e, no dia de ontem, em atenção ao convite do Juízo Titular da Vara de Execuções Penais, encontrava-se participando do ato por meio presencial, o qual teve início pelos Presídios Estaduais Metropolitanos I, II e III, em Marituba, e se estendeu até o CRF, de onde o Brenno Morais Miranda, Presidente da Comissão de Segurança Pública, representando a OAB-PA, fora tolhido de continuar a inspeção naquela casa penal sob a justificativa de que a Ordem dos Advogados do Brasil não é órgão de fiscalização do Sistema Penitenciário.

Convém destacar, da referida inspeção, participavam ainda o Juízo Titular da Vara de Execuções Penais da Região Metropolitana de Belém, representando o Poder Judiciário, além de representantes da Defensoria Pública do Estado, sendo que somente o representante da OAB sofreu o constrangimento de ser retirado da Casa Penal no curso da inspeção, violando-se assim o papel institucional da OAB-PA e a garantia constitucional de defesa da dignidade da população carcerária.

O desprezo à legalidade e ao próprio Estado Democrático de Direito, infelizmente, parece ser a tônica destes que, hoje, ocupam a gerência do sistema prisional paraense. Vê-se que a insurgência se deu apenas contra o representante da OAB-PA que, no legítimo exercício de suas atribuições legais de inspeção dos presídios, ali se encontrava a convite do Juízo Titular da VEP/RMB.

A OAB-PA prima pela defesa dos direitos humanos como princípio básico de toda sociedade e confiando na premissa Constitucional da responsabilidade objetiva do Poder Público, cujos preceitos ditam que, aquele imbuído de autoridade administrativa, deve responder por qualquer dano causado ao cidadão ou à coletividade, tomará todas as providências cabíveis para que cessem as violações e negações de direitos, pois a defesa dos interesses da cidadania e da sociedade não se renúncia.

Alberto Antonio de Albuquerque Campos
Presidente da OAB-PA
 
Eduardo Imbiriba de Castro
Secretário-geral da OAB-PA e Presidente da Comissão de Prerrogativas
 
Juliana Maria Zaire Fonteles de Lima
Presidente da Comissão de Direitos Humanos
 
Brenno Morais Miranda
Presidente da Comissão de Segurança Pública

 

 

Subseções

 

Publicações

Links Úteis

 

 

      

   

  

 

 

OAB - SEÇÃO PARÁ

Praça Barão do Rio Branco, 93 - Campina
Belém-PA - CEP 66015060
Fone:(0xx91) 4006-8600
Fax: (0xx91) 4006-8603